Sorocaba perde Elias Antônio José
Celso Marvadão

Sorocaba perdeu no final de janeiro o empresário Elias Antônio José, proprietário dos shoppings Sorocaba e Panorâmico, entre outros empreendimentos, conhecido nome do comércio de Sorocaba, que começou como mascate de tecidos e depois virou atacadista.
Elias tinha 89 anos (nasceu em 15 de julho de 1932), filho de Antônio José e Salima Salum José, teve 15 irmãos.

Descendente de sírio-libaneses, Elias foi engraxate, catador de ferro velho, mascate de tecidos da família Scarpa, ramo em que foi dono de loja, atacadista e não parou mais. Comprou a área do Peladão do Scarpa, ao lado da avenida Affonso Vergueiro, e montou, em 1981, entre a região central e o Trujillo, um shopping, na época considerado uma “loucura”. Mas que deu certo.
O Sorocaba Shopping, considerado o terceiro do Brasil, é uma iniciativa pioneira do empresário. Um centro de compras de grandes proporções, coberto, dotado de diversas lojas de varejo, de diferentes donos e marcas, distribuídas num layout planejado, com prestação de serviços e lazer.

O comércio sorocabano, que vinha passando ao longo das décadas por muitas transformações, ganha em 1981 um novo símbolo de evolução - o seu primeiro shopping center. Inicialmente, o shopping tinha uma área construída de 10 mil metros quadrados, 44 lojas, 2 cinemas, parque de diversões e estacionamento para mais de 1000 veículos. Mas o projeto foi ampliado, incluíndo piso inferior, escada-rolante, mais de 100 lojas e 8 cinemas. Na sequência inicial, o shopping teve como âncoras os supermercados Morita, Tulha e Real.

No começo, Elias, conforme costumava comentar, pedia aos amigos e parentes para que deixassem os carros no estacionamento para dar a ideia de que havia movimento.

Em 1990 ele construiu o Shopping Regional (hoje Panorâmico), no cruzamento da Estrada Sorocaba-Votorantim com a Raposo Tavares, que representou um impulso para o surgimento da Zona Sul de Sorocaba.
O Shopping Regional ocupou uma área de 80 mil metros quadrados. Abriu com 219 lojas e era considerado um dos maiores empreendimentos do setor, com um supermercado interno.

Algumas grandes lojas se instalaram ao lado, como a Remaza, e também o Hotel Salimas. Mais tarde chegou o atacadista Açaí. No entorno foram colocadas versões de dinossauros, no parque de diversão.

O livro sobre os 100 anos da Associação Comercial de Sorocaba, lançado no dia 22 de janeiro, destaca a importância do empresário Elias Antônio José para a expansão do comércio sorocabano.

Fotos: Museu Histórico Sorocabano e Jornal Cruzeiro do Sul.